sexta-feira, 4 de novembro de 2016

A pinta amarela...(piada)

No médico:
- Sr. Doutor, estou muito preocupado. Apareceu-me uma pinta amarela num testículo!
- O Sr. Que idade tem?
- Oitenta e oito.
- E ainda tem relações sexuais?
- Graças a Deus, sim.
- Hummm, então não se preocupe!.... Foi a luz da reserva que acendeu.


quinta-feira, 13 de outubro de 2016

O meu orgulho de ser Português!...

Guterres confirmado por unanimidade e aclamação à frente da ONU
António Guterres foi aclamado, esta quinta-feira, como secretário-geral das Nações Unidas. O antigo primeiro-ministro foi aplaudido ao entra na sala da ONU, em Nova Iorque.

Assembleia-geral das Nações Unidas, reunida em plenário para votar e, cumprindo todas as expectativas, confirmou por aclamação o ex-primeiro-ministro português António Guterres como novo secretário-geral da organização internacional.

"Pela primeira vez na história desta organização, o secretário-geral é eleito por unanimidade e aclamação", disse o presidente da mesa da Assembleia Geral da ONU, durante a sessão que ratificou a escolha feita pelo Conselho de Segurança em 5 de outubro (ler tudo)

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

"Uma extraordinária falta de ética"

Direcção Editorial do “Publico”
Primeiro, pomos de parte a extrema soberba e o auto-deslumbramento que faz corar o mais vaidoso dos humanos. A seguir, pomos de parte a chocante devassa da vida privada de pessoas vivas e mortas. Depois, pomos de parte o rol de mexericos irrelevantes. E, finalmente, ignoramos as observações ridículas, como a de Passos Coelho dar apertos de mão que transmitem “confiança” apesar das suas “mãos muito brancas e quase femininas”.

Cumprido o exercício, o que fica para ser debatido? A extraordinária falta de ética jornalística de um homem que foi director do semanário Expresso durante 22 anos.


Na capa do seu novo livro Eu e os Políticos, José António Saraiva anuncia em subtítulo: “O que não pude (ou não quis) escrever até hoje”. De imediato, não se compreende o que terá mudado em relação a “poder” escrever. É verdade que JAS já não é director do Sol, apenas… (continua)

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

O médico chinês!...(humor)

Um advogado viu a placa e entrou no consultório determinado a ganhar facilmente os €100,00.
Advogado: "Perdi o sentido do paladar."
Chinês: "Enfelmeila, tlaga o lemédio da caixinha 22 e pingue 3 gotas na boca do paciente."
Advogado: "Credo, isto é petróleo!"
Chinês: "Palabéns, lecupelou o seu paladal. Deve-me €20,00."
O advogado ficou irritado, mas pagou e voltou alguns dias depois para recuperar o dinheiro.
Advogado: "Perdi a memória e não me lembro de nada.".
Chinês: "Enfelmeila, tlaga o lemédio da caixinha 22 e pingue tlês gotas na boca do paciente."
Advogado: "Mas aquilo é petróleo. Deu-me isso da última vez para recuperar o paladar."
Chinês: "Palabéns, você lecupelou a sua memólia. Deve-me €20,00."
O advogado, furioso, pagou ao chinês e volta uma semana mais tarde determinado a ganhar os €100,00.
Advogado: "A minha vista está muito fraca e não consigo ver nada com nitidez."
Chinês: "Bem, eu não tenho nenhum lemédio pala isso. Tem aqui uma nota de €100,00."
Advogado: "Mas isso é uma nota de €20,00!"
Chinês: "Palabéns, está culado! Deve-me mais €20,00."

sábado, 17 de setembro de 2016

Casamento no céu (humor)

Um casalinho seguia no seu automóvel para a igreja onde iam casar quando são abalroados por um camião e morrem ambos.
Vão para o céu onde são recebidos por S.Pedro a quem perguntam se não seria possível casarem no céu já que não o tinham feito na terra.
S.Pedro disse que sim e que trataria pessoalmente de satisfazer tão nobre pedido.
Passaram 3 meses e nada! Foram ter com S.Pedro e perguntaram-lhe o que se passava, ao que ele respondeu:
– Não se preocupem, pois eu estou a tratar do assunto, não está esquecido.
Passaram-se 2 anos e casamento, nicles! S.Pedro, uma vez mais,
assegurou-lhes que estava a tratar do assunto. Finalmente, passados 20 anos, vem S.Pedro a correr com um padre e dirige-se ao casalinho:
– Vamos, chegou a hora!
Fez-se o casamento e foram felizes durante algum tempo, mas passados uns meses foram ter com S.Pedro e disseram-lhe que as coisas não estavam muito bem e que pretendiam divorciar-se.
– Pode conseguir-nos isso aqui no céu?
Ao que S.Pedro responde:

– Estão a brincar comigo ou quê? Levei 20 anos a encontrar um padre aqui no céu. Como é que vou agora encontrar um advogado?
  

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Estariam mesmo preparados?

Numa dada noite, três estudantes universitários beberam até altas horas e não estudaram o suficiente para o teste do dia seguinte.
Assim, na manhã seguinte, desenharam um plano para se safarem:
Sujaram-se da pior maneira possível, com cinza, areia e lixo e foram ter com o professor da cadeira para lhe contar que tinham ido a um casamento na noite anterior e, no regresso, um dos pneus do carro que conduziam tinha rebentado e, por isso, tinham tido que empurrar o carro todo o caminho, não estando, portanto, em condições de fazer o teste desse dia.
O professor, que era uma pessoa justa, disse-lhes que fariam um teste-substituição dentro de três dias, e que para esse não haveria desculpas. Eles afirmaram que isso não seria problema e que estariam preparados.
No terceiro dia, apresentaram-se para o teste e o professor disse-lhes com ar compenetrado que, como aquele era um teste sob condições
especiais, os três teriam que o fazer em salas diferentes.
Os três, dado que tinham estudado bem e estavam preparados, concordaram de imediato.
O teste tinha apenas 6 perguntas simples e a cotação era de 20 valores:
Q .1. Escreva o seu nome --- ( 0.5 valores)
Q.2. Escreva o nome da noiva e do noivo do casamento a que foi há quatro dias atrás --- (5 valores )
Q.3. Que tipo de carro conduziam cujo pneu rebentou--- ( 5 valores)
Q.4 . Qual das 4 rodas rebentou --- ( 5 valores )
Q.5. Qual era a marca da roda que rebentou --- (2 valores)
Q.6. Quem ia a conduzir? --- (2.5 valores)
...Há professores do “catano”!... São muitos anos a virar frangos!!!


segunda-feira, 11 de julho de 2016

"O grande facilitador"

(Pedro Marques Lopes em artigo de Opinião)
Durão Barroso nunca foi um político, foi alguém que andou na política. Estar na política pressupõe ter como primeiro pensamento servir os outros. Ora, o sócio do Clube Bilderberg, o professor do Instituto Politécnico de Macau, o membro do conselho internacional da Ópera de Madrid, o chairman da UEFA Foudation for Children, o professor convidado da Universidade de Princeton, o homem do Institute of Public Policy de Belgrado, o consultor da McDonough, o administrador do The European, o presidente da Fundação do Palácio de Belas-Artes de Bruxelas, o copresidente do centro europeu para a cultura, o presidente honorário da European Business Summit, o administrador de mais uma série de conselhos e palestrante em tudo o que é sítio nunca esteve interessado em servir a comunidade. O homem sempre foi um facilitador.
 E depois de ter andando a construir, com cuidado e habilidade, a sua carreira, chegou ao topo: tornou-se o facilitador-mor. O homem que vai facilitar para o maior banco de "investimentos" do mundo… (ler artigo)



sábado, 9 de julho de 2016

As torradas (piada)...

Um homem e a sua mulher reparam que o órgão reprodutor do seu filho é muito pequeno e levam-no ao médico.
O médico examina o rapaz e recomenda que lhe dêem muitas torradas.
No dia seguinte, a mulher levanta-se de manhã e faz um monte de torradas.
Quando o rapaz vai tomar o pequeno-almoço, a mãe grita-lhe:
- Tiras só duas! .... O resto é para o teu pai.

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Isto sim...é a política da direita!

Artigo de Vital Moreira: “Noviconstituição”
 “Todos têm a liberdade individual de frequentar o ensino privado em vez do ensino público, visto que este não é obrigatório; mas todos têm direito ao ensino público (como têm o direito de recorrer ao SNS ou ao sistema público de segurança social) sem terem de recorrer ao ensino privado.”
“…em 2010, Passos Coelho propunha a substituição do art. 75.º da Constituição, que passaria a dizer que o Estado assegura a cobertura das necessidades de ensino de toda a população, através da existência de uma rede de estabelecimentos públicos, particulares e cooperativos, promovendo a efectiva liberdade de escolha”. (ler tudo)

segunda-feira, 30 de maio de 2016

O “Zé” paga. O Chico esperto usa os meus €s

Os contratos de associação, o Presidente, o Cardeal e, já agora o Papa.
(Artigo de opinião por Santana Castilho)
Existem problemas bem mais graves que aquele que ocupa a actualidade política há quase um mês: porque o Governo decidiu (e bem) não continuar a financiar alunos de colégios privados que operem em zonas onde existam vagas em escolas públicas, criou-se um alarme social que já mereceu referências (particularmente significativas e nada inocentes) do Cardeal Patriarca e do Presidente da República.  
 Toda a polémica respeita a 3% (79 escolas, para ser exacto) de toda a rede de ensino privado, composta por 2.628 escolas. Mas rápida e maliciosamente foi apresentada como um ataque a todo o ensino privado. Estas 79 escolas propalaram a probabilidade falsa de virem a ser despedidos cerca de quatro mil professores, quando esse número representa a totalidade do seu corpo docente e o Estado já garantiu, reiteradamente, que nenhum aluno, de nenhum ciclo de estudos em curso, deixará de ser financiado. (ler artigo)

terça-feira, 17 de maio de 2016

O Turista e o Sábio!...

Conta-se que no século passado, um turista americano foi à cidade do Cairo no Egipto, com o objectivo de visitar um famoso sábio. O turista ficou surpreso ao ver que o sábio morava num quartinho muito simples e cheio de livros. As únicas peças de mobília eram uma cama, uma mesa e um banco.

- Onde estão seus móveis? Perguntou o turista.
E o sábio, bem depressa olhou ao seu redor e perguntou também:
- E onde estão os seus...?
- Os meus?! Surpreendeu-se o turista. - Mas estou aqui só de passagem!
- Eu também...

"A vida na Terra é somente uma passagem... No entanto, alguns vivem como se fossem ficar aqui eternamente, e esquecem-se de ser felizes." Concluiu o sábio.

NÃO SOMOS SERES HUMANOS PASSANDO POR UMA EXPERIÊNCIA ESPIRITUAL... SOMOS SERES ESPIRITUAIS PASSANDO POR UMA EXPERIÊNCIA HUMANA.
O tempo é como um rio. Você nunca poderá tocar na mesma água duas vezes, porque a água que já passou, nunca passará novamente.

Aproveite cada minuto de sua vida e lembre-se:
Nunca busque boas aparências, porque elas mudam com o tempo.
Não procure pessoas perfeitas, porque elas não existem.
Mas busque acima de tudo, um alguém que saiba o seu verdadeiro valor.

Tenham 4 amores: Deus, a vida, a família e os amigos.
Deus porque é o dono da vida, a vida porque é curta, a família porque é única e os amigos porque são raros!


quarta-feira, 11 de maio de 2016

Encontro/convívio C.Caç. 621 e Comando Sector 5 Baucau - Timor

Comemoração do 50º aniversário chegada a Lisboa com encontro e convívio.
Alguns "carimbos" devidos à idade, mas que não foram suficientes para impedir a presença destes Katuas (em tétum=velhos).
Um bem haja para todos...

sábado, 7 de maio de 2016

Inaugurações que Passos Coelho não se lembra de fazer!...



Pedro Passos Coelho disse que "nunca" esteve numa obra de inauguração enquanto liderou o Governo. "Nem de estradas, nem de autoestradas, nem de pontes, nem de coisa nenhuma. Estaria lá com certeza o senhor ministro da Economia em representação do Governo", afirmou. 
As imagens dizem o contrário.
(recomenda-se "nootropil" para a memória)

terça-feira, 5 de abril de 2016

A letra "P"

Apenas a língua portuguesa nos permite escrever isso...
      
 Pedro Paulo Pereira Pinto, pequeno pintor português, pintava portas, paredes, portais. Porém, pediu para parar porque preferiu pintar panfletos. Partindo para Piracicaba, pintou prateleiras para poder progredir.
 Posteriormente, partiu para Pirapora. Pernoitando, prosseguiu para Paranavaí, pois pretendia praticar pinturas para pessoas pobres. Porém, pouco praticou, porque Padre Paulo pediu para pintar panelas, porém posteriormente pintou pratos para poder pagar promessas.
 Pálido, porém personalizado, preferiu partir para Portugal para pedir permissão para Papai para permanecer praticando pinturas, preferindo, portanto, Paris. Partindo para Paris, passou pelos Pirineus, pois pretendia pintá-los.
 Pareciam plácidos, porém, pesaroso, percebeu penhascos pedregosos, preferindo pintá-los parcialmente, pois perigosas pedras pareciam precipitar-se principalmente pelo Pico, porque pastores passavam pelas picadas para pedirem pousada, provocando provavelmente pequenas perfurações, pois, pelo passo percorriam, permanentemente, possantes potrancas. Pisando Paris, permissão para pintar palácios pomposos, procurando pontos pitorescos, pois, para pintar pobreza, precisaria percorrer pontos perigosos, pestilentos, perniciosos, preferindo Pedro Paulo precaver-se.
 Profundas privações passou Pedro Paulo. Pensava poder prosseguir pintando, porém, pretas previsões passavam pelo pensamento, provocando profundos pesares, principalmente por pretender partir prontamente para Portugal. Povo previdente! Pensava Pedro Paulo... Preciso partir para Portugal porque pedem para prestigiar patrícios, pintando principais portos portugueses. Paris! Paris! Proferiu Pedro Paulo.
 Parto, porém penso pintá-la permanentemente, pois pretendo progredir. Pisando Portugal, Pedro Paulo procurou pelos pais, porém, Papai Procópio partira para Província. Pedindo provisões, partiu prontamente, pois precisava pedir permissão para Papai Procópio para prosseguir praticando pinturas.
 Profundamente pálido, perfez percurso percorrido pelo pai. Pedindo permissão, penetrou pelo portão principal. Porém, Papai Procópio puxando-o pelo pescoço proferiu: Pediste permissão para praticar pintura, porém, praticando, pintas pior. Primo Pinduca pintou perfeitamente prima Petúnia. Porque pintas porcarias? Papai proferiu Pedro Paulo, pinto porque permitiste, porém, preferindo, poderei procurar profissão própria para poder provar perseverança, pois pretendo permanecer por Portugal.
Pegando Pedro Paulo pelo pulso, penetrou pelo patamar, procurando pelos pertences, partiu prontamente, pois pretendia pôr Pedro Paulo para praticar profissão perfeita: pedreiro! Passando pela ponte precisaram pescar para poderem prosseguir peregrinando.
Primeiro, pegaram peixes pequenos, porém, passando pouco prazo, pegaram pacus, piaparas, pirarucus.
Partindo pela picada próxima, pois pretendiam pernoitar pertinho, para procurar primo Péricles primeiro. Pisando por pedras pontudas, Papai Procópio procurou Péricles, primo próximo, pedreiro profissional perfeito.
 Poucas palavras proferiram, porém prometeu pagar pequena parcela para Péricles profissionalizar Pedro Paulo. Primeiramente Pedro Paulo pegava pedras, porém, Péricles pediu-lhe para pintar prédios, pois precisava pagar pintores práticos. Particularmente Pedro Paulo preferia pintar prédios. Pereceu pintando prédios para Péricles, pois precipitou-se pelas paredes pintadas. Pobre Pedro Paulo. Pereceu pintando...
 Permita-me, pois, pedir perdão pela paciência, pois pretendo parar para pensar... Para parar preciso pensar. Pensei. Portanto, pronto pararei.

sábado, 26 de março de 2016

Passos Coelho já não se ri !...

Opinião de Bernardo Ferrão
No dia em que Mário Centeno se estreou no Parlamento, já lá vão três meses, foram notícia as gargalhadas de Passos Coelho. Sentado no seu novo lugar, na primeira fila da oposição, enquanto ouvia o ministro, o ex-PM ria-se muito. E com gosto. Na semana passada, quando o Orçamento do Estado foi aprovado, Passos já não se riu, bem pelo contrário, esteve sisudo, esfíngico mesmo – pudera! António Costa tinha superado mais uma etapa.
Toda a gente reconhece, incluindo o próprio primeiro-ministro, que, apesar dos obstáculos que têm sido ultrapassados… (ler tudo)

domingo, 20 de março de 2016

Visita a São Tomé.

Visitando países onde se fala português, calhou agora São Tomé.
Colocarei mais “histórias” sobre este lindo e acolhedor país com suas gentes “doces” e cheias de simpatia.
Por agora fica a foto de um local com que sempre sonhei. O marco do Equador no Ilhéu das Rolas (o centro do mundo).

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Os primeiros meses de Costa

O imprevisto aconteceu: com as inevitáveis alterações que sempre resultam de qualquer negociação, a Comissão Europeia e o Eurogrupo aprovaram, pela primeira vez (desde a criação do euro), um orçamento social e não um orçamento neoliberal! Não há ninguém com coragem para o dizer?
Já não é surpresa para ninguém que Passos Coelho, mau a governar, foi bom a influenciar quase toda a comunicação social. Verdade seja que o mérito não foi só dele: a moda neoliberal, convertida em pensamento único, faz coro com Berlim e com Bruxelas, com o mesmo entusiasmo com que alinhava com a América de Bush e deprecia a de Obama…
Não é de estranhar, pois, que se leia e se ouça diariamente um coro de críticas e protestos contra António Costa, o seu governo e a maioria que o apoia. Passos dixit!
Um artigo de opinião que deve ser lido para que os 4-0 aumentem e, que as razões de satisfação continuem.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Tinha tudo...

Estava esta manhã sentado ao lado de um sem-abrigo, quando ele me disse:
 - A semana passada, ainda tinha tudo!
-Um cozinheiro para as refeições,
-O meu quarto estava limpo,
-As minhas roupas lavadas e passadas,
-Tinha um tecto sobre a cabeça,
-TV, Internet, ia à Sala de Desportos, à Piscina, à Biblioteca,
-Podia ainda Estudar...
 Perguntei-lhe:
- O que é que se passou? Droga? Álcool? Mulheres? Jogo?
 - Não, não... saí da prisão !

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

O poder das mulheres (piada)

Muito bem, gritou São Pedro, vamos organizar duas filas. 
Os homens que sempre dominaram as mulheres façam fila do lado esquerdo. 
Os que sempre foram dominados pelas suas mulheres façam fila à direita. 
Depois de muita confusão, os homens estão em fila. 
A fila dos dominados pelas respectivas mulheres tem mais de 100 km. A fila dos que dominavam as mulheres tinha só um individuo. 
São Pedro exclama: 
-Vocês deveriam ter vergonha! Deus criou-vos à Sua imagem e semelhança e vocês deixaram-se dominar pelas mulheres... Apenas um de vós honrou o Seu nome e deixou Deus orgulhoso da sua criação. Aprendam com ele!
E, virando-se para o homem solitário, São Pedro pergunta: 
- Conte-nos como é que você fez para ser o único nesta fila? 
E o homem timidamente respondeu: 
- Foi a minha mulher que me mandou ficar aqui!!!



terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Filosofia curtíssima!...

Pediram-me um donativo para a piscina municipal.
Eu dei um copo de água.

Esta noite um ladrão entrou em minha casa, procurando dinheiro.
Levantei-me e procurei com ele.

O único fim feliz que conheço é o fim-de-semana.

Da minha casa até o bar são 5 minutos.
Mas do bar até minha casa é…1h50 min.

Se o seu ex. ou a sua ex. lhe disserem «jamais encontrarás alguém como eu», responda: «Felizmente!»

O trabalho de equipa é essencial.
Em caso de erro, a culpa é diluída.

Os pais são duas pessoas que ensinam o filho a andar e a falar, para em seguida, o mandarem sentar e calar!

Custou-me muito a aprender a escrever correctamente. Até que um dia adquiri um telemóvel e... iskci td

As estatísticas são como os biquinis: dão uma ideia mas escondem o essencial!

O ser humano é incrível: corta uma árvore para fazer papel para nele escrever «salvem as árvores».