segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

Bendito SNS


Texto de: Isabel Alves Silva in Visão.sapo.pt

Escrevo este texto cinco meses depois da minha primeira ida a uma urgência nos Estados Unidos. Três horas dentro das urgências que resultaram em cerca de oito mil dólares
Julgo que os relógios dos hospitais são diferentes dos restantes. Tem, penso, um compasso próprio. Mais pausado. Mais audível. Torna-se num relógio ainda mais lento quando estamos sentados durante dez horas numa cadeira da sala de urgências. Deixamos de saber se foi a doença nos entorpeceu o corpo ou desconforto da cadeira, da qual o corpo não permite levantar. (ler texto)


quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

“A ignorância é a mãe de todos os males.” (François RABELAIS)


Opinião de: Rui Luís Aguiar
As comunicações 5G e alguns factos sobre as mesmas.
Torna-se estranho compreender, de um ponto de vista técnico, porque existem pessoas a reclamar de uma rede que vai fornecer mais serviços, de forma mais eficiente e segura, do que as redes actuais.

Tendo verificado que existe uma discussão pública muito pouco informada sobre as futuras redes de comunicação celulares 5G e como essa informação está a enfermar posições de pessoas que deveriam estar mais esclarecidas, senti-me na obrigação de trazer a público alguns factos sobre o futuro das comunicações, para esclarecer alguns medos que aparentemente suscitam.(ler artigo complecto)


domingo, 16 de fevereiro de 2020

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Lição de Vida...



Um jovem encontra um senhor de idade e lhe pergunta:
 - Lembra-se de mim?
E o velho diz:
- Não!
 Então o jovem diz que foi seu aluno.
 E o professor pergunta:
- O que é que você faz na vida? O que você faz para viver?
 O jovem responde:
- Bem, eu me formei professor.
 - Ah, que bom, como eu? (disse o velho)
 - Pois sim. Na verdade, eu me tornei professor porque o senhor me inspirou a ser como você.
 O velho, curioso, pergunta ao jovem qual foi o momento que o inspirou a ser professor.
 E o jovem conta a seguinte história:
 - Um dia, um colega chegou com um relógio novo e bonito e eu decidi que o queria para mim e roubei-o, tirando do bolso dele.
Logo depois, esse colega notou a falta do relógio e imediatamente informou o nosso professor, que era o senhor.
 Então, o senhor parou a aula e disse:
 - O relógio do vosso parceiro foi roubado durante a aula de hoje.
Quem o roubou, devolva-o.
 Eu não devolvi porque não queria fazê-lo.
 Então você fechou a porta e disse para todos nos levantarmos, que iria vasculhar os nossos bolsos até encontrar o relógio.
Mas, disse para todos fecharmos os olhos, porque só procuraria se todos tivéssemos os olhos fechados.
Assim fizemos, você foi de bolso em bolso e quando chegou ao meu, encontrou o relógio e o pegou.
Você continuou procurando nos bolsos de todos e quando terminou, disse:
- "Abram os olhos. Já temos o relógio."
 Você não me disse nada e nunca mencionou o episódio.
Nunca disse quem foi quem roubou o relógio.
Naquele dia, você salvou minha dignidade para sempre.
Foi o dia mais vergonhoso da minha vida.
Mas também foi o dia em que minha dignidade foi salva de não me tornar ladrão, má pessoa, etc. Você nunca me disse nada e, mesmo que não tenha me repreendido ou chamado minha atenção para me dar uma lição de moral, recebi a mensagem claramente. 
E, graças a você, entendi que é isso que um verdadeiro educador deve fazer.
Você se lembra desse episódio, professor?
 E o professor responde:
- "Lembro-me da situação, do relógio roubado, que procurava em todos, mas não lembro de você, porque também fechei os olhos enquanto procurava."

Esta é a essência do ensino:
Se para corrigir você precisa humilhar, então você não sabe ensinar.





quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

O secar da mama...



Luanda Leaks. Joalheira De Grisogono entra em falência.
Recorde-se que na última semana o procurador-geral de Angola, Hélder Pitta Gróz, revelou, em entrevista à agência Lusa, que a joalheira suíça se encontrava sob a lupa das investigações judiciais em Angola. Designadamente o financiamento da Sodiam, diamantífera estatal, com o equivalente a 180 milhões de euros, com vista à aquisição da De Grisogono.
São 65 os profissionais que trabalham na fábrica da De Grisogono em Pan-les-Ouates, na Suíça.
 Na base do arresto de bens da empresária Isabel dos Santos, no final do ano passado, esteve um despacho-sentença que dá como provado que, em agosto de 2010, o Governo de José Eduardo dos Santos, tomou a decisão de vender diamantes angolanos no estrangeiro. (ler noticia)

quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Não esquecer a história.


Há 101 anos morreram impérios, nasceram países, ressuscitaram nações
O sultão otomano foi deposto, o czar russo executado, o Kaiser teve de se exilar, tal como o último imperador Habsburgo, Carlos I, que morreu na Madeira. A Primeira Guerra Mundial fez desaparecer impérios e mudou o mapa da Europa e do Médio Oriente de forma radical, mas nem todas as fronteiras sobreviveram até agora. Faz hoje 101 anos que as novas fronteiras vieram substituir as antigas.
Desapareceu o Império Otomano, desapareceu o Império Russo, desapareceu o Império Austro-Húngaro, desapareceu o Império Alemão. Se alguma coisa a Grande Guerra de 1914-1918 foi, foi um cemitério de impérios, além de de gentes, pois morreram 15 a 19 milhões, entre militares e civis. E, embora sujas de sangue, nas terras antes governadas pelos descendentes de Osman (ou Otmão), pelos Romanov, pelos Habsburgo e pelos Hollenzollern nasceram novíssimos países, como a Checoslováquia, ou ressurgiram outros muito antigos, como a Polónia (ler artigo)

quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Abaixo a incompetência...


Opinião por: João Leão - Economista
O cenário macroeconómico do PSD: um buraco de 4.750 milhões
No passado, este tipo de exercícios de magia acabou por resultar em derrapagens, orçamentos retificativos e cortes nos rendimentos.
O cenário macroeconómico do PSD: um buraco de 4.750 milhões de euros no défice orçamental que antecipa cortes nas pensões, salários e SNS.(ler artigo...)

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Matando o planeta Terra...


Incêndios no Brasil cresceram 70%. Amazónia é a zona mais afectada
O número de incêndios no Brasil cresceu 70% este ano, em comparação com período homólogo de 2018, tendo o país registado 66,9 mil focos até ao passado domingo, com a Amazónia a ser o bioma mais afectado.
De acordo com a imprensa brasileira, que cita dados do "Programa de Queimadas" do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o bioma (conjunto de ecossistemas) mais afectado é o da Amazónia, com 51,9% dos casos, seguindo-se o cerrado - ecossistema que cobre um quarto do território do Brasil - com 30,7% dos focos registados no ano.(ler artigo).

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

...e assim vai o mundo!...


Pulmão do mundo arde há 16 dias. Fumo escureceu céus de São Paulo, a 2.700 quilómetros de distância

O número de focos de incêndios verificados no Brasil é o maior dos últimos sete anos e diversos activistas acusaram Bolsonaro de estar a silenciar o que está a acontecer.

“O pessoal está pedindo para eu colocar o exército para combater. Alguém sabe o tamanho da Amazónia?”, afirmou Bolsonaro.

São Paulo fica a uma distância de 2.700 quilómetros da cidade de Manaus, capital da Amazónia. Mesmo assim, os fortes ventos empurraram os fumos do pulmão do mundo para a metrópole com 12 milhões de habitantes(ler notícia)...